terça-feira, janeiro 04, 2011

Por que Fefe?

Vocês devem estar perguntando, o por que do nome "Fefe", se realmente quiserem saber, preparem-se para a leitura... então vamos lá...

De acordo com Wikipédia as representações fonéticas da letra F pode ser Efe ou Fê, assim surgiu o apelido Família Fefe ou seja FF, Faria & Fonseca.

Há alguns anos trabalhamos com venda direta de alguns produtos, mas vale ressaltar que "Empório Fefe" é independente e não há ligação direta e não faz parte das empresas nele citadas, portanto não há qualquer relação comercial direta com as mesmas."

Quando digo que trabalhamos, não que seja nossa fonte de renda, mas é algo que gostamos de fazer e hoje a família está envolvida,  a Tê minha mãe, o Odair meu pai, a Malu minha irmã, o Néder meu maridão, a Júlia e o Nedinho meus filhos.Cada um tem o seu valor, divulgando, vendendo, recebendo, entregando, opinando, reclamando, é assim  que trabalhamos, o por que de envolvermos com venda direta eu ainda não sei, talvez passatempo, terapia,  mas Papai do Céu sabe todas as coisas...

Trabalhar em família está no sangue do papai e passou para nós também, há anos meus pais trabalham com vendas, quando eu era pequena eu lembro que a mamãe trabalhava em uma das lojas do comércio de Campinas e o papai deixou de ser motorista da antiga CCTC (para quem se lembra era uma empresa de ônibus) e montou uma barraquinha para atender os motoristas e passageiros do ponto final do ônibus do Jardim Garcia, o que tinha naquela barraquinha sinceramente eu não lembro, mas imagino que seja café, água, refrigerantes, doces e salgadinhos. Se alguém lembrar poste aqui, rs

Depois da barraquinha veio o Bar & Mercearia e é claro que eu ficava de um lado para o outro, no meio dos clientes que tornaram-se amigos e conviviamos todos os dias, o Bar & Mercearia era uma extensão da nossa casa, eita saudades !

Anos depois,  papai vendeu o pequeno comércio, nesta epóca mamãe já trabalhava apenas em casa e começamos uma nova fase, lembro que eu quase surtei em plena adolescência ter que mudar de casa, de bairro, ser separada dos amigos de infância, nossa achei que nunca fosse superar, rs, mas estou aqui !

Voltando as vendas, meus pais então começaram a vender roupas, depois mamãe começou a fazer as próprias roupas e montaram uma pequena confecção onde eram feitas roupas sob medidas também. Hoje a confecção não existe mais, mas eles sempre foram envolvidos com vendas, seja de mercearia, roupas, flores, artigos para Gospel, carros, frutas e legumes e hoje trabalhamos juntos na venda direta de alguns produtos.

Para quem ainda não me conhece, meu nome é Viviane Therezinha de Faria Fonseca, a Vi, a Vivi, a Viviane... muito prazer, sou Funciónaria Pública, filha da Tê e do Odair, irmã da Malu, esposa do Néder e mãe da Júlia e do Nedinho.

É isto, este é o Empório Fefe...

Um comentário:

  1. Parabéns Viviane, essa é uma história muito bonita e bacana de se ouvir.
    A primeira impressão e creio que real que fica é de uma família muito batalhadora e perseverante!!

    Deus continue abençoando a sua família e o seu trabalho!!!

    Beijos
    Nize - Unicamp/AEPLAN

    ResponderExcluir